quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Em 2012, amor... Muito amor.

Suas qualidades me encantam, mas foram seus defeitos que me conquistaram. Sim, é claro que eu amo o cheiro de roupa limpinha e sabonete que a gola da sua camisa tem... Mas foi quando você gaguejou pela primeira vez que meu coração acelerou. Sim, eu sou louca pelo seu sorriso de menina boba, de mulher madura, adoro como você tem um sorriso para cada ocasião e como tem um sorriso só meu, aquele que você só dá quando está comigo... Mas foi quando te vi chorar pela primeira vez que me apaixonei, quando te tive em meus braços despreparados, absolutamente entregue a uma garotinha tão desajeitada quanto você. Sim, eu sou apaixonada pelos seus olhos castanho-tempestade, castanho-amor-da-minha-vida, com aqueles reflexos dourados que sempre me desarmam quando bate um raio de sol oportuno... Mas foi quando nosso beijo encaixou perfeitamente daquele jeito tão nosso, tão desajeitado, que eu percebi que queria te beijar pelo resto da vida. Sim, eu amo ter seu calor ao lado da minha frieza na cama, no meio da noite, adoro o pesar da sua cabeça no meu ombro, adoro a sua respiração fazendo minha canção de ninar favorita... Mas foi quando você se se recusou a fechar os olhos porque queria me assistir dormindo que eu descobri que é você, resmungando sonolenta, que eu quero encontrar do outro lado do travesseiro todos os dias. Sim, eu amo a maneira como você sempre parece saber o que me dizer para me tornar ainda mais sua... Mas foi pelos seus silêncios envergonhados, quando você olha para o lado sorrindo e coça a nuca que eu me apaixonei. Menina, não tem nada igual a você nesse mundo, nada que eu queira mais - e isso não é só por suas qualidades, mas também por seus defeitos, por meus defeitos, pela maneira como a gente se ama do dedinho do pé ao último fio de cabelo às nossas falhas, vontades, desejos, erros, sonhos. Você não é a menina dos meus sonhos... É melhor - você é real, é a menina da minha vida. Nossa história tem vírgulas e erros de gramática, nossos dias tem nuvens e ventos frios, mas eu não trocaria o que nós temos por nenhum conto de fadas no mundo. Na virada do dia 31 de Dezembro de 2011 para o dia 1º de Janeiro de 2012, é em você que vou pensar - sinta-se abraçada, beijada e girada no ar... Sinta-se amada. Te vejo em breve, princesa.


"I have died everyday, waiting for you
Darling, don't be afraid, I have loved you
For a thousand years
I'll love you for a thousand more

And all along I believed I would find you
Time has brought your heart to me
I have loved you for a thousand years
I'll love you for a thousand more..."

(A thousand years - Christina Perri)

4 comentários:

Desirée disse...

não troco meu amor por nada nem ninguém, só quem ama sabe. só quem sabe sente. senti saudades, muitas :)

Vanessa Carvalho disse...

Que texto mais doce.

Flores e uma ventania
de bons pensamentos, rapaz.

Karla disse...

eu amo seus textos. de verdade. todos eles. são bons... eu começo e vou devorando cada linha... não tenho vontade de pular pro final... eu quero ler, eu quero mais. eu amo amo amo seus textos. todos eles.

Nívea Flor disse...

"Você não é a menina dos meus sonhos... É melhor - você é real, é a menina da minha vida."

Apaixonante.


Que seja assim em 2012 e sempre