quinta-feira, 5 de abril de 2012

De joelhos no chão.

Pai, eu sei que não tenho sido das suas filhas mais fiéis, sei que minhas orações são inconstantes e frequentemente interrompidas por um sonho que me carregue em suas asas, sei que preciso aprender a agradecer mais. Sei, Pai, que não posso correr para seus braços só quando o vento derruba a minha casinha de cobertor. Mas hoje... Ah, Pai, hoje o vento me desabrigou e a chuva-com-gosto-de-lágrimas está a ponto de me afogar. Hoje estou aqui para te implorar, com toda a minha humildade de criança, que proteja a minha menina, Pai... Eu queria cuidar dela, mas meus braços são frágeis demais para protegê-la dos monstros que a estão destruindo. Cuida dela por mim, Pai. Deita ela em teus ombros e a embala até ela pegar no sono. Ela tem medo de trovão, Pai, e eu só posso oferecer a ela uma casinha de cobertor que não resiste à chuva. Então cuida dela por mim. Desvia os raios do céu dela, pontilha os sonhos dela de estrelas. Planta uma flor lilás no parapeito de sua janela que é pra o sorriso dela brotar todas as manhãs. Passa na casa dela hoje, Pai... Beija a testa dela e canta até o sol raiar e afastar os monstros. Protege a minha menina, Pai, que ela é frágil e precisa de uma muralha que a guarde desse vendaval. E eu sou tão fraca e pequena que sem ela eu quebro. (Eu também tenho medo de trovão). Mesmo que eu não tenha direito a pedido algum, mesmo que minha fé não seja suficiente, mesmo que minha mudança esteja sendo lenta e doída, apesar de todos os pesares e apesares... Eu te imploro, de joelhos no chão: Cuida da minha menina? Por favor, Pai. Por favor. Por favor.

Amém.



"Does anybody hear her?
Can anybody see?
Or does anybody even know she's going down today
Under the shadow of our steeple
With all the lost and lonely people
Searching for the hope that's tucked away in you and me
Does anybody hear her?
Can anybody see?"

(Does anybody hear her - Casting Crowns)

2 comentários:

Luria Corrêa . disse...

Que lindo... Mesmo vivendo uma situação diferente da minha, assim penso, vivemos em pontos de vista iguais. Me envergonho por não ter esse direito de dizer ou pedir muita coisa ao pai, pois ando muito afastada dele. Mas acho que com ele, nem preciso pedir perdão..

Bom feriado, beijo.

Tereza disse...

A mais linda e atendida pelo PAI e a oracao que nasce no coracao da gente .fique certa filha que ele esta carregando no colo a sua menina para poder proteje-la melhor.em minhas oracoes vou pedi a ELE por voces duas.bjs. Vo