domingo, 12 de dezembro de 2010

Dos sentimentos que guardo em uma caixinha muito bem trancada...

Eu te diria exatamente o que estou sentindo se eu conseguisse pôr um nome. Passei as últimas noites em claro, vasculhando cada recanto da minha mente em busca de um indício, uma inicial... Mas tudo que encontro é uma confusão. Um nó. É uma mistura de raiva com dor, arrependimento com liberdade, tudo jogado de qualquer jeito em um mar de saudade... Não saudade de você - saudade de nós. E, bem lá no fundo, eu sei que estou bem com tudo isso. Foram só as circunstâncias que despertaram essas lembranças antigas, que eu fiz tanta questão de enterrar e esquecer sem encarar... Foram só as circunstâncias que me trouxeram aqueles planos que fizemos durante meses - planos que agora soam tão perfeitos que não consigo me lembrar qual foi a falha. Enfim, não se preocupe, não existe amor ou mágoa em nenhum pedaço de mim - não dedicados a você, pelo menos. A você, reservo apenas a minha indiferença - uma indiferença meio forçada, de quem não pode odiar, tampouco pode se permitir lembrar. O amor você jogou fora, a mágoa o tempo curou. Foram só as circunstâncias que trouxeram suas lembranças de volta.


"And here we go again
With all the things we said
And not a minute spent
To think that we'd regret
So we just take it back
The words and hold our breath
Forget the things we swore we meant

I'll write you just to let you know
That I'm all right
I can't say I'm sad to see you go
'Cause I'm not..."

(Here we go again - Paramore)

4 comentários:

Marcella Leal disse...

Eu queria tanto poder dizer o mesmo sobre ele, mas o que me traz as lembranças é o amor que mesmo depois de meses em claro e de choro e raiva eu não consegui deixar de sentir.
Amei esse texto.

Beijos

Juliana disse...

eu acho que sei pra quem eh isso...
ta lindo e eh realmente bom que nao haja mais magoa alguma ^^
bjoo

G I L B E R T O disse...

T

O que mais gosto no teu texto é a tua técnica, incrivel!

Não me canso de te ler, T, não me canso...

Grato por isso...
GRato por tudo...

... e, acredite, não é circunstancial...

Estejas bem neste natal e no novo ano, minha querida amiga!

POsso chama-la assim? de amiga?

Hosana Lemos disse...

"Não saudade de você - saudade de nós."

Essa saudade machuca.
=/

lindo.