sexta-feira, 13 de maio de 2011

Fechando um ciclo. Terminando um capítulo. Ponto. Fim.

Um limite pode ser qualquer coisa. Pode ser uma fronteira. Pode ser uma linha desenhada a giz  no chão. Pode ser um muro. Pode ser uma barreira imaginária. Um limite pode ser o quanto você consegue correr antes de desmaiar de exaustão. Pode ser o número de minutos que você consegue ficar debaixo d'água antes de ficar sem ar. Pode ser o tanto que você consegue aguentar antes de decidir que não vale a pena. O fato é: Limites sempre servem como um ponto que você não pode ultrapassar. Ou, melhor dizendo, um ponto que você não deve atravessar. Até ali, você está seguro... Um passo a mais e você estará por sua própria conta e risco. E confie em mim quando digo que você vai precisar de toda a sorte do mundo se realmente pretende exceder o seu próprio limite. Existe um limite para o quanto você consegue lutar, amar, sofrer. Existe um limite até para as melhores coisas da vida - tudo demais faz mal... Quando não ao corpo, enfraquece a alma, adoece o coração. O fato é que, quando você atinge esse limite - ou o ultrapassa - a única solução é mudar. É desistir. É deixar ser, deixar morrer, deixar nascer.

Eu passei do meu próprio limite. Passei demais do meu próprio limite.
Fiquei com sede de viver.
Fiquei com fome de amor.
Agora eu preciso é renascer.


"These wounds won't seem to heal
This pain is just too real
There's just too much that time cannot erase

When you cried, I'd wipe away all of your tears
When you'd scream, I'd fight away all of your fears
And I held your hand through all of these years
But you still have all of me..."

(My Immortal - Evanescence)

7 comentários:

Rafa Sady disse...

Muito digno. Palminhas pra você pelo fim do ciclo. clap clap (:
:*
P.s.: Essa é a primeira vez que qualquer pessoa no universo bate palmas pra outra pelo FIM do que quer que seja O_O'
*vai se internar*

Fernanda Zanol. disse...

E às vezes é tão difícil perceber quando chegamos no nosso limite né? E mais difícil ainda aceitar que temos que parar.

Mas a gente consegue. Tu vai conseguir. ;)

beijão!

Any disse...

hey, tu não tá bem né?
não gosto de ver as pessoas assim.
melhora logo pooxa. :x
se precisar, eu to aqui, de verdade, não é só ladainha. pode chamar!

Rachel ' disse...

Eu precisava disso (: megaobrigada :*

Suzi Lima disse...

Limites são como cercas que não devem ser ultrapassadas. Cercas com arame farpado. Se passarmos nos ferimos. Mas, sempre há uma forma de nos curarmos.

Adicionei o seu blog

Vanessa Carvalho. disse...

Gostei do texto.

"Agora eu preciso é renascer." Acho que isso é o que todos precisam.

Nicole Furtado disse...

"Fiquei com sede de viver.
Fiquei com fome de amor.
Agora eu preciso é renascer."

Isso aí, eu também.

Obrigada pelo comentário lá no blog, fiquei muito feliz, mesmo (: